Quem está muito feliz de ganhar uma Skye?

Vocês conhecem o termo PATRIARCADO? Segundo Wikipédia, Patriarcado é um sistema social em que homens mantêm o poder primário e predominam em funções de liderança política, autoridade moral, privilégio social e controle das propriedades. No domínio da família, o pai (ou figura paterna) mantém a autoridade sobre as mulheres e as crianças.

Nós vivemos no Brasil em uma sociedade ABSOLUTAMENTE patriarcal. Desde o Brasil colônia o homem é  “treinado” para ser o chefe, o centro do poder de uma família, e até hoje existem muitas, mas muitas famílias que seguem culturalmente e, por vezes, inconscientemente esse sistema de criação. Então hoje, eu que sou mamãe de um menino, quero falar um pouquinho com vocês mamães de meninos que podem junto comigo mudar a próxima geração de homens.

 É um menino!

Meninos são, infelizmente, em muitas famílias ensinados com base em uma “dominação masculina”, anulação de sentimentos e emoções e até mesmo gostos pessoais. Essas anulações geram RAIVA que pode ser carregada por toda vida, são meninos que podem se tornar homens violentos e agressivos ou infelizes por não poderem expressar seus sentimentos.

Abaixo algumas frases culturalmente ditas para meninos – infelizmente:

  • Boneca é coisa de menina, vai virar gay!
  • Você é menino, tem que ser forte!
  • Engole o choro, menino não chora!
  • Você deve ser mais forte que sua irmã
  • Não tenha medo, você é corajoso!
  • Esse desenho de princesa é para menina!

Nós podemos mudar a próxima geração de crianças, criando nossos filhos com valores de respeito, validando seus gostos, sentimentos e emoções e isso não faz diferença se são meninos ou meninas. Educar com base na igualdade de direitos e deveres é a base para adultos conscientes e respeitosos.

Menino ou Menina?

Já na gravidez nós inconscientemente fazemos escolhas para nosso filho após a descoberta do gênero do bebê: cor da parede do quarto, roupinhas, decoração, brinquedos. Nós fazemos essa primeira escolha, mas temos que saber respeitar quando nosso filhos começam a fazer suas próprias escolhas. Vivemos em uma sociedade que nos diz o tempo todo o que é de menino ou de menina e mudar essa cultura não é fácil, gera olhares preconceituosos, indignação de membros da família, mas é preciso mudar e ter coragem de fazer diferente e desconstruir essas práticas históricas.

Por aqui, mesmo nós sendo uma família de duas mamães, muitas vezes nos percebemos seguindo essa criação patriarcal…

Por aqui, mesmo nós sendo uma família de duas mamães, muitas vezes nos percebemos seguindo essa criação patriarcal, mas nós estamos buscando melhorar a cada dia e isso é muito importante: dar esse primeiro passo. Estamos sempre atentas nas frases que vamos falar para o Murilo, buscamos trabalhar a disciplina positiva sempre validando seus sentimentos e buscamos, sobretudo, respeitar seus gostos. Para isso é preciso estar atenta, pois não é fácil quebrar paradigmas e estar forte para os olhares tortos quando, por exemplo, seu filho estiver com uma boneca. A igualdade de gênero começa na infância.

Murilo brincando com a Skye que ele escolheu de presente de aniversário.

CRIANÇAS podem brincar do que quiserem. Meninos não só podem como devem brincar de casinha, de boneca, de cozinheiro, assim como meninas de bola, carrinho, skate, bicicleta, só assim eles irão explorar seus gostos, potencialidades e talentos, tornando-se adultos sobretudo felizes. Temos como pais que entender que filhos merecem criar suas próprias personalidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *